Show simple item record

dc.contributor.advisorJové Sandoval, José María es
dc.contributor.advisorArnuncio Pastor, Juan Carloses
dc.contributor.authorKoch, António Sérgio Araújo e Silva
dc.contributor.editorUniversidad de Valladolid. Escuela Técnica Superior de Arquitectura es
dc.date.accessioned2014-03-03T12:52:18Z
dc.date.available2014-03-03T12:52:18Z
dc.date.issued2013
dc.identifier.urihttp://uvadoc.uva.es/handle/10324/4444
dc.description.abstractRealizado no âmbito do Curso de Doutoramento, Problemas de la Arquitectura y Ciudad Moderna: Teoria, Historia, Proyectos, da Unversidad de Valladolid, o presente trabalho tem por objetivo a abordagem do processo criativo inerente à disciplina da arquitetura, que se pode traduzir numa obra específica ou num conjunto de obras em muitos casos separadas por décadas. Como tema para o trabalho a realizar, foi escolhido o Arq. Eduardo Souto de Moura, personagem incontornável do panorama arquitetónico atual e que numa primeira abordagem tem tido a capacidade de se reinventar ao longo de quase três décadas de produção de obras e projetos. Os nossos primeiros objetivos foram: A recolha de informação gráfica que não fizesse parte das tradicionais publicações de arquitetura. A procura de referências externas ao âmbito da arquitetura que pudessem ajudar a compreender determinadas opções e ¿caminhos¿ seguidos Necessariamente: O enquadramento do seu percurso profissional no panorama da arquitetura moderna portuguesa, sem esquecer o panorama internacional, num mundo cada vez mais globalizado, onde as trocas de informação se processam a um ritmo cada vez mais rápido. Como tal, o trabalho de pesquisa incidiu, principalmente, sobre uma recolha de esquissos dos inúmeros cadernos de trabalho que sempre acompanham o Arq. Souto de Moura e que representam os seus dramas, interrogações, duvidas ou, muitas vezes, puro prazer de desenhar. Com a documentação gráfica e escrita, correspondente aos projetos em estudo, pretende-se entender até que ponto o percurso profissional até agora realizado é perfeitamente linear, de uma continuidade evolutiva fruto de impulsos atuais à época e imediatos ou se, por outro lado, as referências de um passado recente funcionam como motor de busca de consolidação de uma linguagem arquitetónica. Com uma produção de trabalho intensa e continuada por parte de Souto de Moura, o trabalho agora a iniciar utiliza o projeto da Casa da Arrábida (1994) como ponto de partida para uma leitura global da sua obra. Desenvolvemos o trabalho não de uma forma cronológica, mas de modo a explorar ligações e referências formais ou linguísticas que, em muitos dos casos, se manifestam com um distanciamento de anos ou décadas.es
dc.description.sponsorshipDepartamento de Teoría de la Arquitectura y Proyectos Arquitectónicoses
dc.format.mimetypeapplication/pdfes
dc.language.isoporpor
dc.rights.accessRightsinfo:eu-repo/semantics/openAccesses
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
dc.subjectMoura, Eduardo Souto de (1952-)-Crítica e interpretaciónes
dc.subjectArquitectura moderna-Siglo XX-Portugales
dc.titleO Processo criativo: Avanços e recuos enquanto consolidação de uma linguagemes
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/doctoralThesises
dc.description.degreeDoctorado en Arquitecturaes
dc.identifier.opacrecnumb1669585
dc.identifier.doi10.35376/10324/4444
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record